Dia 53 - Sioux City-EUA a Quincy-EUA - 685 kms

Posted: sábado, 23 de julho de 2011 by Adriano in
10

O fuso horário tá ficando bom pra quem gosta de ler o blog no mesmo dia (2 horas) e logo, logo, acho que amanhã mesmo, ficaremos com diferença de apenas 1 hora!!! 

Hoje eu tô meio desanimado pois a moto falhou de novo e a tendência é cada dia mais e mais calor...no fim da tarde, já tô meio passando mal...e a moto junto pois ela é solidaria...eheheheheh

Acordei as 8 e poucos e isso já é tarde por aqui já que o sol já tá pegando forte...tomei banho rapidinho, juntei os cacarecos e montei a moto estando no posto pra tomar café e abastecer as 9 em ponto. Enquanto eu estava dentro da conveniência, um senhor ficou olhando minha moto por uns 10 minutos e aqui eles respeitam muito a propriedade...fiquei olhando e em nenhum momento ele encostou a mão na moto, apenas ficou rodeando e comentando com um amigo, sobre o roteiro que tem desenhado no baú e tudo mais pois eu só via ele gesticulando...quando ele entrou na loja, me viu perto da porta e como só eu que estava de roupa de motociclista já foi perguntando onde eu havia começado a viagem e eu disse que em uma cidade entre São Paulo e Rio de Janeiro, pra facilitar pois é assim que eu tenho feito o pessoal entender...aí a minha decepção quando ele me pergunta "em que país"...caceeeeeeta, ele não viu o Brasil no mapa??? E a bandeira enorme embrulhando a carga??? É porque o páis é pequenininho né, quase do tamanho do EUA ou Canadá...eles são assim aqui mesmo, não tem jeito...umas "portas" no que diz respeito a algo fora de suas fronteiras...nem sei se sabem onde é o Vietnã ou Iraque...outro dia, o cara da loja que "consertou" minha moto me pergunta se fala-se francês no Brasil...é. não tem jeito não, eu desisto de tentar explicar...ehehehehe   

Saí de lá, rodei um pouco e vejo esse caminhão totalmente na contra mão, fora da pista dele (olhem pra esquerda depois do canteiro) e na contra mão da minha se ela fosse simples...e ainda deu tempo de tirar foto, com dedo e de longe mas deu...olhem o jeito que eles rebocam um caminhão..."de ré", pode??...aqui pode, aqui pode tudo no que diz respeito a reboque...lembro-me de um episódio do Chips que um cara causa um grande acidente por estar rebocando um carro ou caminhão (isso não lembro), dessa maneira!!!


Vi que temos muitos "especialistas rurais" na audiência do blog então, como estou passando em estados essencialmente agrícolas, tirei algumas fotos pros cidadãos explicarem pra gente...eu "acho" que essa primeira e segunda são lavouras de milho, esse treco com rodas altas eu não tenho ideia pra que serve e as duas últimas eu tirei de bobeira sendo que a ultima dá pra ver a quantidade de placas que tem em um cruzamento...não tem muito do que se tirar fotos por aqui e o que é interessante não dá pra parar ou por causa do tráfego rápido (caso das áreas alagadas - hoje tinha mais) ou da polícia...






Na contra mão (ainda bem) da estrada que eu estava, por volta do meio-dia, tinha um super acidente com dois caminhões e nesse caso é que não bati foto pois tava coalhado de policiais...os dois caminhões tombados em uma reta, sendo que um tombou da minha pista pra dentro do canteiro e o outro,  tombado da pista de lá pro acostamento dele...um indo e outro vindo quase um ao lado do outro...aí olhei bem aquela cena e fiquei imaginando o que teria feito eles tombarem...um animal atravessando a pista???...acho difícil pois não tinha nenhuma marca de freada no asfalto nem animal morto...como o trânsito estava lento do meu lado e parado do outro, deu pra analisar e vi que se tratava de um top na estrada, mais alto, com uma grande área descampada e aqui tem muuuuuitos daqueles geradores eólicos tipo cata vento então, cheguei a conclusão que foi o VENTO que tombou as duas carretas, sendo uma, da FeDex e a outra não sei...e era mesmo a posição que o vento estava soprando, menos forte que aquele que eu relatei, mas mesmo assim, forte...e também pode ter sido ontem, ou hoje pela manhã com mais vento...acredito que uma rajada mais nervosa fez o "serviço" nos caminhões...imagina o que faz com uma KTM...bota em órbita, será??? ehehehehe


Essa ponte é sobre o rio que divide o estado do Missouri e do Illinois e eu estou num hotel há 300 metros dela...essa é pra quem gosta quando eu falo sobre grana...entrei em um que era 62 dólares a diária mais taxa que aqui é de 14% e dava um total de 71 dólares aproximados e continuei procurando quando vi um prédio bonito mas com uns carros velhos no páteo, apurando a vista, vi que tinha um letreiro removido (só o contorno de sujeira) do Hollyday Inn na fachada...não tive dúvidas e entrei no Quincy City Center Hotel...57 dólares o total, sabendo que tá um calor de rachar, a moto falhando e o prédio tem o padrão Holliday Inn, fechei claro...olhem o tamanho do quarto...tá pra jogar uma partida de futebol de salão...tem até uma mesa de presidente dos EUA que eu já botei minhas meias pra secar no abajur e tô usando pra digitar...ehehehehe


Hoje vou adotar uma tática diferente do normal...o relógio já tá pra tocar as 5 da manhã e durmo hoje no máximo até as 23 horas pra sair muito cedo e ver se dou uma driblada no sol pelo menos rendendo bem de manhã e se no fim da tarde a Kate botar a língua de fora (tem sido sempre esse horário) eu já rodei bastante e posso parar com uns 800 ou 900 kms completados. Bom Sabadão a todos...divirtam-se que eu continuo aqui na milha lida diária!!! 

10 comentários:

  1. eugenio says:

    Adriano rapaz você quase me mata de susto aqui!!!
    Eu fui ver seu blog e aparece XXX na quilometragem!!!!Sera que e so no meu pc???kkkk
    Esse negocio do povo não conhecer o Brasil e foda,mas aqui também tem disso,quando morava em Rondônia o povo daqui de sampa sempre me perguntava como era morar em Roraima.....kkk santa ignorância..
    Gostei da foto do guincho,eu tb achei que tu tava na contramão kkkk
    E isso ai companheiro segue firme que tamo aqui torcendo por você!!Sem pressa!!Tome conta da Kate!!
    Cuidado com o calor!
    Abração!!

  1. Adriano says:

    Agora tá lá...tive que descer na moto pra pegar a kilometragem certa...ehehehehe...Abrax pro "Roraimense"...kkkkkk

  1. Wesley says:

    Kkkkkkkkkkkk... Essa de Roraima é soda mesmo hein! Pior é quando (não sei se por gozação ou por ignorância) perguntam se aqui se vê indios ou animais silvestres nas ruas... pfffff...

    Adriano, tem uns vídeos no youtube de carretas sendo tombadas pelo vento. Pelo jeito que vc diz que são os ventos por aí, é bem possível que tenha sido isso mesmo. Olha só como é "fácil"! http://www.youtube.com/watch?v=f_ybMvQZBMI

    Abração e segue firme!!!

  1. Adriano says:

    Wesley...fui olhar o q vc postou e achei esse...tombou até o TREM!!!...o titulo diz Iowa...estava lá ontem...é aqui nessa região mesmo!!! http://www.youtube.com/watch?v=hBL7LG7EV70&feature=fvwrel

  1. Ô loco, meu! E eu achava que aqui no Paraná ventava muito...
    Uma boa idéia esta de sair mais cedo... Aproveita mais o tempo mais fresco da manhã (só cuidado pra não exagerar na frescura... hahaha...) e desgasta menos na trip. Abração...

  1. Adriano, meu amigo: Vc sabe o quanto eu sou a favor de viagens de moto, e considero especial a tua. Não fico um dia sem abrir o teu blog e fico sempre na torcida por vc! No entanto preciso te dizer: Se vc não conseguir revolver o problema da Katê, vc vai ter que mandar a moto num avião pra tua casa. Vc já foi até o Alaska, andou pra caraio, mas numa viagem de moto, é importante a segurança. Como vc vai confiar nessa moto? Como vai andar longas distâncias num país estranho e depois ultrapassar carretas com segurança? Acredite, eu não queria escrever essas palavras, mas me preocupo com vc. Não dá pra continuar se a moto não estiver "redondinha". É perigoso.
    Procure uma autorizada, acompanhe o serviço do mecânico, veja o que precisa ser feito nela. Antes de pegar estrada, faça o teste nela. Se continuar, mande-a num avião. Pense na sua segurança.

    Abraxx

  1. É isso cara ... segurança nessa altura do campeonato é a palavra de ORDEMMMMM ...
    Ninguém melhor que VC pra saber,sentir como esta sua FERA, mas sei lá, uma falha num momento importante como uma ultrapassagem ou coisa parecida pode vir a estragar toda uma aventura espetacular, sem precedentes principalmente para nós aqui da terrinha e pondo em risco sua integridade física, ok?
    Mas VC DECIDE e o que decidir acataremos e ficamos no aguardando de noticias. certo garoto?
    Lembra-se de ""E O VENTO LEVOU ..."" cuiado com ele hahahaha
    Abs
    Zé Carlos - Ilhabela

  1. Barrett says:

    Adriano, esse treco com rodas altas me parece um equipamento de pulverização que vi nos posts do Marcelo. Niguém melhor que ele pra tirar a dúvida!

    Acelera Adriano! Ilhabela!

  1. Marcio says:

    Segunda Net-aula de Zootecnia: Adriano, isto aí é milho sim. é que vc está atravessando o CORNBELT, ou seja o Cinturão do Milho, dos USA, que é a parte do país mais adequada para o plantio deste cereal, seja pela altitude, topografia e clima, de maior produtividade. Americano é assim: objetivo e prático mesmo. Este equipamento aí é um pulverizador de veneno contra pragas no milho, e é alto para não estragar a plantação e custa bem caro tbm.
    Cara, eu tbm partilho da mesma opinião do pessoal acima, se vc ver que tem algum risco para o seu bem estar no seu retorno, manda a sua Kate de navio/avião, pois vc já alcançou o seu objetivo que era chegar no Alaska.
    Mas tomara que não, que seja coisa simples, e que tudo se resolva.
    E vamo que vamo!
    Abçs!
    Marcio - Campo Grande/MS

  1. Adriano says:

    Ehehehehe...acho mais legal os aviões jogando defensivos naqueles mega vôos rasantes!!! Tem um até que é a álccol...

    Trankilo, trankilo gente...a moto vai de avião até a Colombia e de lá volto rodando...vamos trocer pra dar certo o transporte aéreo!!! E de lá, eu já conheço o caminho...eheheheh